20 agosto 2011

Bossa do adeus

Nossa cama quebrou,
nosso gato fugiu,
a alegria partiu, não vi mais.

A parede rachou,
a aliança caiu,
a TV repetiu coisas de um tempo atrás.

As promessas, cadê?
os sorrisos, os livros
e o abraço apertado, nem sei onde estão.

Os olhares querendo
e o corpo compreendendo...
tanto tempo atrás, nem sei mais.

A rotina nasceu,
a briga se estendeu,
estou partindo agora, até mais.

Camila Oaquim

3 comentários:

Anônimo disse...

Profundo, sensivél, inteligente!!!! Parabéns!!
Duda Oliveira

Fabiano Rosa disse...

gostei muuito!
bjo bjo!

TonyEspósito disse...

isso é incrível, Camila. Parabéns, de verdade. Vamos continuando na nossa luta!

Postar um comentário