25 outubro 2011

Hoje

Ontem, quando ia levantar o sono me agarrou.
Ontem, quando eu ia falar minha voz sumiu.
Ontem, quando ia sorrir, chorei,
Quando ia chorar me segurei.

Ontem, quando ia te abraçar temi,
Quando ia confessar tremi.
Amanhã? Não sei... Mal saí de ontem!
Que medo, meu bem, que medo.

Temo ser simplesmente o que não fui ontem.
Temo desaparecer no amanhã que não alcanço.
Temo perder você, assim, entre ontem e amanhã.

Camila Oaquim

1 comentários:

Fabiano Rosa disse...

Adorei! Simplesmente a d o r e i!
Bjo!

Postar um comentário