29 novembro 2009

O ausente.

Não sei bem por onde começar, tanto tempo não nos vemos, perdi os seus primeiros fios brancos no cabelo, você perdeu a minha adolescência. Andei pensando na nossa relação, melhor dizendo, na falta dela, não sei por qual motivo você errou tanto, porque me deixou aqui sonhando com alguém que ocupasse o lugar que você não quis.
Acho que de repente me dei conta do vazio que você deixou, sinto sua falta, me culpo tanto por isso. Tenho tudo que alguém iria querer ter e pra ser sincera, não tenho o menor motivo pra lembrar de sua existência mas eu lembro. Não consigo dizer que te amo, mas também não consigo te odiar.
Andou ventando muito aqui e a noite minha mãe veio me cobrir, fiquei pensando se você tem alguém que te cubra nos dias de frio, então, se você não tiver, pode se lembrar de mim, eu tenho tantas cobertas quentes que iriam te servir, tantos abraços não dados que iriam te esquentar. Só não demora muito, não temos a vida toda, seu lugar ainda está vago e devem existir outras pessoas sem quem as cobrir de noite. Acho que é só isso que tenho a dizer, então, se cuida e até mais, pai.

Camila Oaquim.

5 comentários:

morethanwords3 disse...

Bom, tenho a quase certeza de que esse texto não é somente uma perfeita escrita, mas tbm um desabafo silencioso de uma história real.
Amei ler esse seu texto, a forma com que se expressou e fez um certo suspense.

A vida é breve, as oportunidades únicas e os momentos raros, por isso não devemos nos prender ao passo que poderia ter sido, mas construir o presente e fazer do futuro um lugar certo!


Obrigado pelo comentario no meu blog

Sucesso!

Cristiano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cristiano Aguiar disse...

Excelentes palavras, que, na verdade, não são apenas palavras. É todo um sentimento expressado através delas.

Pelo que li até então, creio que já passei por um episódio muito parecido. E digo, não é fácil.

Parabéns pelo Blog. ;)

Beijão.
http://googlesportess.blogspot.com

Web Ar Condicionado disse...

Oi Camila, primeira vez que passo por aqui e esse foi o primeiro texto que li. Gostei.
Aparentou ter expressado sua realidade e esse é o sentimento de pai e filho ou melhor, de filho e pai.

Voltarei mais vezes.

Abraço

Tudo sobre ar condicionado split - www.webarcondicionado.com.br

mentalmorfose disse...

Noossa, que lindo o seu texto. Realmente é muito bonito da sua parte manter um sentimento tão bonito, mesmo com esse 'desaparecimento'. Mas nada nessa vida é a toa. Parabéns pelo blog!

by:. Viih

Ps:. eu tbm estudo no Pedro II

Postar um comentário