09 janeiro 2010

Constante

Teria tempo pouco demais pra teus beijos
Se só um segundo me restasse agora,
Espero que me aproveite enquanto só vejo
Que olhando-te, os segundos passam como horas.

Teria vida pouca demais pra te ter
Se nisso, agora eu fosse pensar
Pois, tu sabes que o meu querer
é demasiado pra uma vida só compensar.

Vivestes longa temporada à distância
Que o tempo se desfez só pra eu te encontrar,
Fazendo-te superar todas as circunstâncias
Mesmo tendo eu que me perder pra te achar.

E no vai e vem constante
Tudo que passou volta a passar
Mas, faço único cada instante
Já que ando vivendo pra te amar.

Teria pouco tempo demais pra sonhar
Se meus sonhos já não fossem realidade
Tu sabes que tens sempre com quem contar
E eu sei que você é minha eterna vontade.

Camila Oaquim.

5 comentários:

Phelipe disse...

Camila, sem dor de corno eim se lembra?!


Lindo *-*

Lílian Jabour disse...

Nossa vc escreve beem!
Parabéns e sucesso ai no blog! ;)

Poesias-Fran.R.M disse...

Parabéns pelo blog!

Muito boas as poesias!

Se quiser me visitar, também escrevo poesias:

www.franpoesias.blogspot.com

:D

Beijos!

Caio Sereno disse...

" Pois, tu sabes que o meu querer
é demasiado pra uma vida só compensar. "
Lindo =D

Chazzy Chazz disse...

Nunca é taarde demais pra mais um beijo

Postar um comentário