29 janeiro 2010

Felicidade Sonora

A visão embaçou, o sorriso na cara ficou estampado o tempo todo, o sono vinha como inimigo mortal da euforia. Cabeça para um lado, corpo para o outro, mão no ritmo, pé junto ao batuque solto. Sem hora pra acabar, sem preocupação pra pensar, só felicidade, só animação sem vaidade, pés descalços pra lá e pra cá, mãos dadas a quem nem se conhece. Não se é preciso nome pra dançar, quanto mais agitada a percussão menos sono se tem, mais animação surge pra próxima música que vem.
Copos, mãos, misto de sensações. Quem não foi não sabe o que perdeu. Cheiro de liberdade, olhos fixos no que se quer ver, uma noite, mais uma noite de tantas outras que estão por vir. A felicidade é sonora, acredite.
O som acabou, os instrumentos se foram, a cama continua no quarto, a viajem continua a espera, amanha será outra noite com outras músicas, outros sorrisos e pés dançantes em outro lugar. A música não tem destino certo mas se propaga no vento até você escutar e cantar junto como que a chamando pra perto de si, então cante alto, bem alto, que a felicidade não tem destino certo.

Camila Oaquim.

2 comentários:

Pedro disse...

Hey,

Tem coisa melhor que música?
Ela é a unica coisa que pode nos alegrar ou deixar pior em alguns momentos , só ela consegue carregar todos os sentimentos que alguma pessoa sente!!

=)

Lêlê Mafalda disse...

É uma glória que a felicidade naõ tenha destino. Assim podemos caminhar como ela e leva-la junto quando nos mudamos.

Postar um comentário