07 janeiro 2010

Ponto ( de Interrogação)

Vamos a mais uma frase. Acho que agora me sinto o pior dos seres humanos. Disse o que quis, fiz o que me deu vontade, senti involuntariamente, consegui que entendessem o que passei, que achassem que sabiam de mim o que nem eu sei.
Mais uma dose de insanidade, mais um bocado de cafajestagem, uma porção de dúvidas pra uma exclamação curvilínea. Instabilidade, acho que é esse o meu mal. Você pode me entender? Não, não pode!
Mais um erro. O mesmo de sempre pra não variar. Engraçado o fato de que consigo ser feliz até nas infelicidades. Tenho tudo e não tenho nada, tenho todos e não tenho ninguém. Não por eles que não saibam se dar. Por mim. Exclusivamente pela minha falta de sabedoria, por não saber ter.
Tenho medo de realmente ser como sou. Acostumada a lidar com as pedras no caminho, a cair, a me machucar, acostumada a amar é só. Acostumei a não me entender. Só me falta acostumar a tentar explicar o que não tem explicação aos outros que nunca conseguirão me entender, me explicar. Enquanto isso , como sempre, engano o caro leitor com as minhas rimas mais sinceras em que falo verdades instantâneas e passageiras. Sim, passageiras, só enquanto vivas.

Camila Oaquim.

4 comentários:

Phelipe disse...

Crise existencial e normal, eu estou aqui ao seu lado fique tranquila XDDD
EU POSSO TE ENTENDER....
e olha q nao sou (g') eim

segundaparada disse...

Impecável..

Vc tem o dom e sempre que venho até
aqui me embebedo com suas palavras, frases,
crises, momentos.... tudo!
Vc não somente escreve, mas se transcreve
em palavras!

Adoro seu blog..

Costumo vir aki em nome do
morethanwords3.wordpress.com

Mas hj to divulgando outro
blog meu...

o Segunda Parada!

Visite..
Sucesso!

Lêlê Mafalda disse...

E que viva muito, para que muitos sejam enganados!

- Thaís . disse...

Adoro teus textos. Mesmo!

Postar um comentário