16 janeiro 2010

Defeitos

Indiscutivelmente egoísta
Facilmente irritável
Absurdamente possessiva
E com um gênio indomável.

Se eu errar problema é meu
Só necessito de sinceridade
E se não erro, problema seu
Mantenhamos sempre a verdade.

Talvez eu seja difícil e
Totalmente intolerável
Mas sempre fui assim,
Não quero ser amável.

Só não venha dizer que não avisei
Sei muito bem quem sou e fui
Não diga que não tentei,
A gente que zela pelo que possui.

Amanha é um outro dia
Pode vir me procurar
Só não erre comigo agora
Porque eu posso não voltar.

Camila Oaquim.

5 comentários:

Peterson Nemesis disse...

muito lindo seu poema, gostei...

Isabela Moraes disse...

afinal, pode-se amar também os defeitos? ou os apaixonados apenas fecham os olhos para eles?

Phelipe disse...

os outros comentarios me oprimem, vc sabe não é?!
XD

Na minha opiniao vc nao eh tao egoista, irritada, possessiva e indomavel assim...
Fazendo jogo duro não é Camila...
Não amamos os defeitos nao, e nem fechamos os olhos para eles. Eles apenas passam despercebidos enquanto prestamos atençao so em amar. Infelizmente so em amar.

Phelipe disse...

Seu lir...

B! disse...

"Absurdamente possessiva".

É, isso é muito absurdamente eu, sabia?

Postar um comentário