11 janeiro 2010

(in) Superável

Desconcertante. Sim, é essa a palavra. Peguei-me deitada na cama pensando em nós e em todas as vezes que eu insistia em convencer você de que o amor não é simples mania que nós, pessoas que procuram motivos pra se angustiar, achamos para nomear de motivo de nossa existência.
O desconcertante não é o fato de por algum motivo você se alojar em meus pensamentos e sim por agora, justo nessa altura do campeonato, eu perceber que querendo ou não você ainda faz parte de mim.
Queria que você pudesse estar aqui agora querido, nesses últimos tempos em que você não esteve conheci pessoas tão boas quanto você nunca foi e nunca será. No meio de tanta gente, confesso que falta alguém ruim, alguém pra que eu possa falar mal até perder a voz gastando todo o meu estoque de palavrões. Querido, você realmente faz falta.
Sei que devo exclusivamente a você a nova vida que tenho, devo a minha felicidade e a auto-suficiência que aprendi a ter. Hoje, curiosamente sei me defender muitíssimo bem e, continuando a pensar aqui da cama, acho que devo a você também a segurança do meu lar e principalmente dos meus pensamentos.
Antes que o sono me vença, anotarei um bilhete pra não me esquecer de falar para você do meu mais novo bem, a minha AR-15, que por agora não me é muito útil mas que será muito bem usada caso você resolva aparecer por aqui algum dia desses seu filho da mãe. Pensamentos concluídos, acho que agora dormirei tranqüila.

Camila Oaquim.

6 comentários:

Phelipe disse...

senti falta de qm mesmo???
seu liris....

Antonio disse...

Ihhhh... gostaria de ometir, mas não consigo.. a verdade eh que eu boiei total. Afinal, pra quem eh toda essa declaração ? Alguém real, alguém concreto, ou um mero personagem ?
abraços !
www.antonizado.blogspot.com

Ágata da Silva disse...

Por que suas personagens geralmente são masculinas e não femininas ?

CARALHO! AMEEEEI "AR-15"! OOOOOOÓTIMA! CARAAAALHO!

Caio Sereno disse...

" Por que suas personagens geralmente são masculinas e não femininas ? " ....
É ... hahahaha
Belo texto!

Chazzy Chazz disse...

Olha as ar-15 já nem são mais fabricadas, e qual seria a graça de matar assim tão rapido, experimente um rifle de alto alcance, te empresto meu DRAGUNOV SVD ahhaa
a proposito, mais uma obra prima SHOW DE BOLA

Bia disse...

me mijei de rir

Postar um comentário